Após a morte do marido e ex-presidente Néstor Kirchner, a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, retomou hoje suas atividades normais. Informações oficiais da agência de notícias Télam afirmam que Cristina mantém reuniões com assessores na residência de Olivos. Durante a tarde, ela vai despachar no gabinete da Casa Rosada, sede do Executivo, onde concederá audiência ao ministro de Economia, Amado Boudou, e ao secretário de Fazenda, Juan Pezoa.

Também à tarde, Cristina vai participar da cerimônia de entrega de credenciais dos novos embaixadores da Holanda. Suécia, Irlanda, Canadá, Cuba e Indonésia. Depois, concede audiência aos diretores de uma empresa de comunicação. Amanhã, a presidente vai viajar para Córdoba, onde participará de uma solenidade da montadora francesa Renault, de apresentação de um novo modelo da marca.

Cristina ficou uma semana afastada do trabalho. Na última segunda-feira, ela foi forçada a um repouso de 48 horas devido a uma forte gripe. Logo depois, foi a morte do marido na manhã da quarta-feira, seguida por um velório que durou mais de 26 horas e um enterro que só foi realizado tarde da noite de sexta-feira.