Um tribunal de apelações da Justiça federal dos Estados Unidos suspendeu temporariamente uma medida judicial do mês passado que proibia o governo dos EUA de financiar pesquisas que envolvam células-tronco de embriões humanos.

O Tribunal de Apelações do Distrito de Colúmbia disse na decisão, de uma página, que suspendia temporariamente a proibição para ter “oportunidade suficiente” de considerar a moção de emergência impetrada pela administração Obama, que busca suspender a decisão judicial tomada mês passado.

O tribunal ordenou que toda a argumentação escrita seja submetida à Justiça até 20 de setembro. O juiz distrital Royce Lambert determinou no mês passado que as pesquisas com células-tronco embrionárias financiadas pelo governo dos EUA estavam proibidas por uma lei de 1996, que veta o uso de dinheiro federal para pesquisas nas quais um embrião humano for destruído.

A determinação de hoje “não deve ser vista de qualquer maneira como uma decisão sobre os méritos” da moção do Departamento de Justiça, disseram os juízes do tribunal de apelações na sentença de três parágrafos.