Autoridades do Sri Lanka alertaram sobre mais deslizamentos de terra em uma plantação de chá, onde uma torrente de lama varreu dezenas de casas nesta semana. Moradores disseram nesta sexta-feira não havia mais espaço nos abrigo nem habitação alternativa para eles recorrerem.

A estimativa é que pelo menos 100 pessoas foram mortas na quarta-feira, quando as chuvas de monções desencadearam um deslizamento de terra na plantação Koslanda, no distrito de Badulla, a cerca de 220 quilômetros a leste de Colombo. O número de mortos ainda não foi confirmado e muitos moradores acreditam que pode ultrapassar 200.

Cerca de 1.600 pessoas estão atualmente nos abrigos, a maioria das casas deles não foi destruída, mas estão vulneráveis a mais deslizamentos, disse Rohana Keerthi Dissanayake, funcionário do governo local.

Pessoas com parentes desaparecidos esperavam enquanto equipes de resgate usam máquinas pesadas e cães farejadores no meio da lama nesta sexta-feira. As autoridades disseram que não havia esperança de encontrar sobreviventes.

A maior parte do Sri Lanka tem experimentado fortes chuvas durante as últimas semanas. O centro de gerenciamento de desastres emitiu avisos de deslizamentos de terra e desmoronamento de pedras. A estação das monções vai de outubro a dezembro. Fonte: Associated Press.