Irã e Estados Unidos realizam neste fim de semana uma nova rodada de negociações para definir questões ainda em aberto a respeito do acordo para coibir certas atividades nucleares no país oriental. Neste sábado, autoridades norte-americanas declararam, em condição de anonimato, que as discussões entre as partes “chegaram a ser intensas”.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif se reunira durante seis horas neste sábado. O encontro foi considerado pelas fontes como a mais substantiva rodada de negociações desde que as potências ocidentais e o Irã firmaram as linhas gerais de um acordo preliminar em abril.

Os países ocidentais acreditam ter assegurado a colaboração do Irã em restrições nucleares que resultarão no cumprimento da sua meta mais importante: manter o país longe de desenvolver uma arma nuclear por ao menos uma década. No entanto, está incerto se o governo iraniano irá seguir as regras determinadas em um eventual acordo.

Dentre as questões não resolvidas, está o acesso a inspetores internacionais em zonas militares e nucleares. Os Estados Unidos demandam que o acesso seja garantido para fechar o acordo. Os iranianos, no entanto, também não estão satisfeitos. Eles querem determinar o ritmo pelo qual os Estados Unidos e outros países irão aliviar sanções econômicas. Ambas as partes precisam chegar a um acordo até o prazo-limite do dia 30 de junho. Fonte: Associated Press.