A presidente Dilma Rousseff defendeu que o aperto fiscal seja acompanhado por políticas de crescimento e inclusão social na França, ao cumprimentar o novo presidente eleito no país, François Hollande, pela vitória. Em mensagem encaminhada esta noite, a presidente aproveitou para convidar o colega para a Rio+20, a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, em junho, no Rio de Janeiro.

“Acompanhei com grande interesse suas propostas de vencer a crise que enfrenta a Europa com responsabilidade macroeconômica, mas, sobretudo, com políticas que favoreçam o crescimento, o emprego, a inclusão e a justiça social. Estou segura que poderemos compartilhar posições comuns nos foros internacionais – dentre eles o G-20 – que permitam inverter as políticas recessivas, ainda hoje predominantes, e que, no passado, infelicitaram o Brasil e a maioria dos países da América Latina”, disse a presidente.

Além disso, Dilma firmou que França e Brasil “estão unidos por ambiciosos projetos bilaterais, como consequência da aliança estratégica que estabelecemos”. “Estou segura que daremos continuidade a essa cooperação nos próximos anos”, completou.