Diplomatas da União Europeia devem se encontrar em Bruxelas na segunda-feira para começar a analisar as ações que podem ser tomada em resposta a repressão sangrenta do governo interino do Egito contra manifestantes.

As autoridades devem “avaliar a situação dos desdobramentos no Egito e coordenar as posições dos Estados-membros e da UE, e as ações possíveis”, disse uma porta-voz de Catherine Ashton, chefe de política externa do bloco.

A porta-voz informou que representantes dos 28 membros do bloco também devem organizar uma “possível” reunião de ministros de Relações Exteriores da UE nos próximos dias. As autoridades também deverão discutir o estado de emergência nacional imposto no Egito. Fonte: Dow Jones Newswires.