O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, considerou que as discussões de hoje entre os ministros da zona do euro sobre um novo pacote de ajuda a Grécia são “extraordinariamente difíceis”.

Schaeuble, que tem adotado uma postura dura sobre a Grécia nos últimos meses, disse ao chegar à reunião em Bruxelas que o governo grego terá que fazer mais do que apenas falar em reformas. “Definitivamente não vamos poder confiar em promessas”, afirmou.

O ministro alemão colocou a culpa da crise atual nos ombros do partido Syriza, do primeiro-ministro grego Alexis Tsipras. Segundo ele, a situação mais “esperançosa” que havia na Grécia até o final do ano passado foi “destruída nos últimos meses”. Fonte: Associated Press.