O primeiro-ministro do Nepal, Madhav Kumar, anunciou hoje a sua renúncia. Com isso, o político cedeu à pressão dos opositores maoistas, que haviam feito protestos contra ele no Parlamento e nas ruas do país. Kumar disse, em discurso televisionado, que renunciava para encerrar o impasse político e para fortalecer o processo de paz, que encerrou uma insurgência de vários anos na nação do Himalaia.