Quase meio milhão de pessoas precisa urgentemente de ajuda alimentar no centro e no sul de Moçambique por causa da estiagem e do alto preço dos alimentos, informou nesta segunda-feira (15) o Ministério da Agricultura do país africano. De acordo com nota divulgada pela pasta em Maputo, 450 mil pessoas precisam de assistência humanitária urgente. Destas, 150 mil encontram-se em condições críticas.

O Ministério da Agricultura de Moçambique informou que as famílias que habitam as regiões afetadas pela falta de chuvas estão sobrevivendo com apenas uma refeição por dia. Além da falta de chuvas e da elevação do preço dos alimentos, o Ministério da Agricultura informou que não dispõe de reservas estratégicas de comida.