O papa Bento XVI se reuniu hoje com a mulher que o derrubou na Basílica de São Pedro durante a missa do galo, na véspera de Natal. Segundo o Vaticano, o papa perdoou Susanna Maiolo, de 25 anos, que tem histórico de problemas psiquiátricos. Maiolo disse ao pontífice que sentia pelo que aconteceu, enquanto Bento XVI perguntou sobre sua saúde e “quis demonstrar seu perdão”, informou o porta-voz do Vaticano, reverendo Federico Lombardi, em comunicado. Ela e sua família se encontraram com o papa em audiência privada.

A suíça-italiana atravessou a segurança da Basílica de São Pedro no início da missa do galo, na véspera de Natal, e derrubou o papa, que não se feriu. Ela já havia tentado fazer o mesmo durante uma missa em 2008, mas na ocasião foi impedida de chegar até o pontífice. Desde o incidente, ela tem sido tratada numa clínica nas proximidades de Roma. O Vaticano anunciou que não vai divulgar fotografias ou vídeos do encontro de hoje.