Santiago do Chile – A embaixada brasileira no Chile recomendou aos turistas que venham ao país "que se vacinem contra a febre amarela, que foi detectada há algumas semanas em certos estados brasileiros".

A representação diplomática apenas reproduziu a recomendação do Ministério da Saúde aos turistas estrangeiros que pretendem visitar o Brasil.

A nota indica que a vacinação contra a doença "não é requisito para entrar no país, já que se manifestou apenas em algumas regiões" e aponta como as de maior risco os estados de do Acre, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins".

As área de maior risco de contaminação os municípios " localizados ao sul do Estado do Piauí, oeste e sul da Bahia, norte do Espírito Santo, noroeste de São Paulo e oeste de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul".

"Por isso, é recomendável a vacinação dos turistas que pretendam visitar as Cataratas do Iguaçu, no Paraná, e as cidades de Porto Seguro, Arraial D´Ajuda e Trancoso, na Bahia", de acordo com a embaixada.

O documento conclui que "está totalmente descartado o risco de febre amarela em áreas urbanas".