Uma quadrilha que distribuía pornografia infantil em dezenas de países foi desmantelada com a captura de 121 pessoas, informou hoje a polícia espanhola. A operação é a maior contra esse delito na Espanha e contou com auxílio de outros países, inclusive da Polícia Federal brasileira. A rede distribuía pela internet arquivos com pornografia infantil em quase 75 países, afirmou a polícia espanhola em comunicado.

Segundo o texto, dois dos presos produziam pornografia inclusive com membros da própria família. Entre os detidos havia pessoas de diversas profissões, como pilotos, vendedores, porteiros, taxistas e funcionários de bancos. As prisões ocorreram durante a semana passada. A operação começou a ser articulada em julho de 2007. Outras 96 pessoas foram consideradas suspeitas no caso, que incluiu revistas policiais em mais de 250 residências pela Espanha.

A maioria dos suspeitos é formada por espanhóis, informou a polícia, sem nomear de que outras nacionalidades seriam os demais envolvidos. Eram usados pelo menos três sites para trocar o material pornográfico. Segundo as autoridades espanholas, mais de 1.200 pessoas foram presas acusadas por envolvimento com pornografia infantil no país nos últimos cinco anos.