O grupo extremista Estado Islâmico divulgou um vídeo em sua conta no Twitter em que chama o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, de traidor por permitir que os EUA usem as bases aéreas do país para ataques contra o grupo e exortou os muçulmanos turcos para se unirem e apoiar o grupo extremista na conquista de Istambul e combater os “cruzados, ateus e tiranos”.

Na gravação, um jihadista turco, que aparece junto com outros dois militantes, acusa Erdogan de permitir que os EUA “bombardeiem o povo do Islã” e de se voltar contra Deus. Diante disso, o militante pede para os muçulmanos no país se rebelarem contra o regime e conquistarem a cidade de Istambul.

Seis aviões de combate F-16 chegaram a uma base aérea turca na semana passada e começaram suas missões contra grupo Estado Islâmico na Síria. Fonte: Associated Press.