Os Estados Unidos comemoraram a declaração do vice-chanceler russo, Mikhail Bogdanov, sobre a possibilidade de queda do governo de Bashar Assad.

A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Victoria Nuland, elogiou o governo russo por “finalmente ter despertado para a realidade e reconhecido que os dias do regime de Assad estão contados”. Nuland também pediu que a Rússia colabore com a comunidade internacional para que a transição na Síria seja “democrática”.
Nuland ressaltou que “a questão é agora se o governo russo se unirá à comunidade internacional que está trabalhando com a oposição síria para conseguir uma transição suave e democrática”.

Ela também disse que caso todos os atores internacionais, incluindo a Rússia, não utilizem sua influência junto a Síria, poderão ser registradas “maiores rupturas no tecido do país, maior destruição de grandes infraestruturas e comunidades”.