Os Estados Unidos manifestaram hoje apoio ao envio de uma missão internacional para verificar a denúncia apresentada ontem pelo governo colombiano perante a Organização dos Estados Americanos (OEA), segundo a qual o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) manteria acampamentos em território venezuelano.

“Apoiamos o que a Colômbia propôs ontem durante a reunião (da OEA) quanto à criação de uma comissão internacional de verificação para visitar e examinar os acampamentos identificados durante os próximos 30 dias”, declarou P. J. Crowley, porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, durante sua entrevista coletiva diária.

Segundo a denúncia colombiana, a Venezuela estaria tolerando a presença de aproximadamente 1.500 guerrilheiros em acampamentos instalados perto da fronteira entre os dois países. Em resposta, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou o rompimento das relações bilaterais entre Caracas e Bogotá.

Ontem, o secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, disse a jornalistas que a entidade não pode criar uma missão de verificação se não houver consentimento da Venezuela.