Promotores federais dos Estados Unidos devem publicar acusações criminais talvez já na próxima semana contra hackers ligados ao governo da China. Os suspeitos teriam suposto envolvimento com um sofisticado e longevo esquema para invadir códigos de provedoras de serviço de tecnologia aos EUA a fim de proteger as redes de seus clientes, de acordo com fontes ligadas ao assunto.

Agentes americanos descrevem a campanha de hackers como uma das mais audaciosas e deletérias orquestradas pela China até agora, voltada a roubar propriedade intelectual e apoiar os objetivos de espionagem de Pequim. Os ataques permitiram que potenciais invasores acessem várias companhias americanas e agências do governo dependentes de fornecedores de serviços para uma série de tarefas digitais.

As acusações devem causar mais tensão nas relações entre Washington e Pequim, já abaladas pela prisão há alguns dias no Canadá de uma graduada executiva da companhia chinesa de telecomunicações Huawei, a pedido de autoridades americanas. O caso da Huawei não tem relação com as acusações de uso de hackers.

O Departamento de Justiça não quis comentar o caso. Fonte: Dow Jones Newswires.