O chefe da diplomacia dos EUA, Mike Pompeo, disse nesta terça-feira, 30, que o presidente Nicolás Maduro estava pronto para deixar a Venezuela, mas foi dissuadido pela Rússia. “Ele tinha um avião na pista, estava pronto para sair nesta manhã, pelo que sabemos, e os russos lhe disseram que deveria ficar”, disse Pompeo em uma entrevista à TV CNN, acrescentando que Maduro pretendia seguir para Havana.