EUA e China chegaram a um acordo para um novo conjunto de sanções contra a Coreia do Norte em resposta ao seu teste nuclear de 12 de fevereiro, disseram diplomatas da Organização das Nações Unidas (ONU).

A resolução, que irá aplicar algumas sanções existentes e incluir novas, será apresentada hoje na reunião do Conselho de Segurança da ONU. A China já votou favorável a três conjuntos de sanções contra seu antigo aliado por causa de seus últimos testes nucleares e do lançamento de mísseis balísticos, ambos proibidos pelo Conselho de Segurança.

O conselho, com apoio chinês, apertou as medidas existentes contra a Coreia do Norte em janeiro, em resposta ao seu teste de míssil balístico em dezembro. Em represália, os norte-coreanos fizeram um novo teste nuclear no mês passado. Um diplomata disse que a ONU deve adotar as novas sanções até o final da semana.

As medidas existentes incluem a proibição de todos os testes nucleares e de mísseis balísticos, além de sanções sobre a importação e a exportação de materiais nucleares e balísticos relacionados a mísseis.

O conselho também impôs um embargo sobre todas as importações e exportações de armas, com exceção das armas de pequeno porte, assim como sanções financeiras e de viagem para pessoas e empresas norte-coreanas. As informações são da Dow Jones.