A embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas, Nikki Haley, pediu à comunidade internacional que tome medidas para lidar com a piora da crise na Venezuela, onde ela diz que “as pessoas estão famintas, enquanto seu governo pisoteia a democracia”.

Em um comunicado divulgado nesta quinta-feira, Haley disse que os EUA aplaudem os esforços contínuos dos países que desejam “manter o compromisso do nosso Hemisfério com a democracia”, mesmo que o Conselho dos Direitos Humanos da ONU e a Organização dos Estados Americanos (OEA) “estejam impedidos de fazer algo”.

Para Haley, “a situação trágica na Venezuela exige ação”. Fonte: Associated Press.