O ex-presidente provisório Eduardo Duhalde (2002-2003) pretende voltar à ocupar a Casa Rosada, o palácio presidencial argentino. A informação, que suscitou intensos rumores neste fim de semana em Buenos Aires, foi publicada neste domingo (13) pelo jornal Clarín. Segundo fontes políticas, empresariais e sindicais citadas pelo periódico, Duhalde ambicionaria ser candidato em 2011 contra o candidato de Néstor e Cristina Kirchner. Neste caso, o rival de Duhalde seria um dos integrantes do casal presidencial.

Duhalde foi o padrinho político de Kirchner, a favor do qual colocou o aparato do Estado para que chegasse à presidência da República em 2003. Mas poucos meses depois de empossado, Kirchner rompeu laços com Duhalde e desatou uma ofensiva para reduzir o poder do ex-presidente.

Atualmente, Duhalde estaria preparando sua revanche, segundo as fontes. O Clarín sustenta que ele seria candidato a senador nas eleições parlamentares do ano que vem pela província de Buenos Aires.

Coincidentemente, há meses especula-se no âmbito político que Kirchner, sem cargo oficial formal no momento, também planeja conseguir uma vaga no Senado pelo território bonaerense, onde está a maior parte da máquina peronista, além de 40% do eleitorado. O vencedor das eleições parlamentares potencializará as chances nas presidenciais de 2011.