Uma grande explosão sacudiu nesta manhã de segunda-feira, no horário local, (madrugada em Brasília), a principal base naval das forças armadas cipriotas-gregas, no sul de Chipre, matando ao menos dez pessoas, informou a porta-voz do Ministério da Defesa de Chipre, Aliki Stylianou. “Havia 98 contêineres de pólvora para canhão no local. Dois deles pegaram fogo e explodiram”, disse a porta-voz. Ela não pôde confirmar a causa da explosão, que ocorreu na base naval Evangelos Florakis, na costa sul da ilha mediterrânea, às 6 horas da manhã, cerca de meia-noite em Brasília. Entretanto, a explosão foi tão intensa que causou a interrupção de energia na principal estação do país. Segundo a rede de televisão estatal CyBC, há muitos feridos e grandes danos nas instalações da base e também em casas próximas. O porta-voz da polícia local, Michalis Ktasounotos, disse que o fogo que havia atingido a estação de energia, que fica próximo à base, já havia sido controlado. Há informações de que esses explosivos tenham sido confiscados de um navio iraniano que seguia para a Síria dois anos atrás, relatou a rede de TV BBC. As informações são da Associated Press.