Várias explosões causaram um incêndio importante hoje em uma construção no sul do Líbano que pode ser tido utilizada pelo grupo insurgente Hezbollah para armazenar armas, disseram dois funcionários de segurança do país.

Não ficou claro ainda se houve vítimas das explosões e dos fortes incêndios que se seguiram, disseram as fontes, que pediram anonimato. A construção de três andares fica em um povoado de Shehabiyeh, parte de uma instável área fronteiriça ao sul do rio Litani, onde o Hezbollah não pode portar armas, em virtude de uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que encerrou a guerra de 2006 entre o grupo e Israel.

A área tem sido patrulhada por soldados da ONU e do Líbano e vive uma fase de paz quase total desde a guerra. No ano passado, porém, houve outras explosões não explicadas em construções que seriam depósitos de armas do Hezbollah.

Não estava claro qual seria a causa das explosões de hoje. Um dos funcionários disse que ela poderia ter sido causada por um curto-circuito que fez explodir as munições escondidas pelo grupo.