Duas explosões ocorreram hoje em um parque de Nairóbi, capital do Quênia, durante um comício político, matando cinco pessoas e ferindo cerca de 75. O comício foi realizado para protestar contra a elaboração de uma nova constituição que o país irá votar em agosto. O presidente e o primeiro-ministro do país apoiam o rascunho do documento mas vários líderes políticos proeminentes do Quênia, não.

A primeira-ministra Raila Odinga disse que as autoridades ainda não sabem a causa das explosões. “O governo fará todo o possível para descobrir a raiz do incidente”, disse Odinga. Segundo ela, os quenianos podem decidir de forma pacífica o que eles querem, referindo-se à constituição.

A campanha contra a constituição se opõe a uma cláusula que permite o aborto se for para salvar a vida da mãe. Oponentes também não gostam de uma medida que reconheceria cortes informais, utilizadas para a comunidade islâmica do Quênia. As informações são da Associated Press.