Brasília – A presidente do Comitê Permanente de Nutrição das Nações Unidas (SCN/ONU), Catherine Bertini, disse ontem, em Brasília, que se os países não aumentarem os investimentos no combate à fome e à desnutrição será difícil cumprir as Metas do Milênio. ?Como disse o presidente Lula, é preciso erradicar a fome. E é preciso erradicar agora?, afirmou Bertini na abertura da 32.ª Sessão do SCN em Brasília. A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) estima que 852 milhões de pessoas no mundo estavam desnutridas entre 2000 e 2002, sendo que a grande maioria 815 milhões em países em desenvolvimento. Na avaliação do comitê, um possível fracasso do objetivo de combate à fome pode comprometer também o cumprimento das outras metas. De acordo com um relatório feito pelo SCN, existe relação direta entre desnutrição e a maioria das Metas do Milênio, como as que tratam de mortalidade infantil, de saúde materna, de aids, malária e outras doenças. Definidas pelos países integrantes da ONU em 2000, as oito Metas do Milênio prevêem a melhoria das condições de vida em relação à educação, saúde, igualdade de gênero, desenvolvimento econômico e ambiental até 2015.