Partidários do ditador líbio Muamar Kadafi mataram pelo menos 17 presos e executaram de forma arbitrária dezenas de civis, à medida em que os rebeldes se moviam rumo à capital do país, Trípoli, alertou hoje um grupo de direitos humanos de Nova York. Jornalistas que andaram por Trípoli encontram corpos em decomposição em várias regiões da capital, incluindo em um desvio perto da fortaleza de Kadafi.

“As evidências que conseguimos reunir até agora sugerem com força que as tropas do governo de Kadafi fizeram matanças arbitrárias enquanto Trípoli estava caindo”, disse Sarah Leah Witson, do Human Rights Watch. Segundo a entidade, as mortes provocadas pelas tropas de Kadafi aconteceram na última semana.

Desde que entraram na capital líbia há uma semana, os rebeldes enfrentaram fortes batalhas contra os partidários do regime, mas no fim de semana eles conseguiram expulsá-los para as cercanias da cidade. Os rebeldes agora controlam a maior parte da Líbia. As informações são da Associated Press.