Um painel da Suprema Corte do Peru declarou o ex-presidente Alberto Fujimori culpado de todas as acusações contra ele apresentadas em um processo por assassinato e sequestro. O presidente do painel, César San Martín, anunciou nesta terça-feira (7) que “as quatro acusações passíveis de imputação encontram-se provadas”. Fujimori, de 70 anos, foi acusado de homicídio pelos massacres de Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992), cometidas por um esquadrão da morte do Exército.

O ex-presidente peruano também foi considerado culpado pelos sequestros do jornalista Gustavo Gorriti e do empresário Samuel Dyer, ambos em 1992. A sentença deve ser divulgada ainda nesta terça. Fujimori pode pegar até 30 anos de reclusão. Ele é o primeiro ex-presidente democraticamente eleito da história a ser julgado em seu próprio país por violações dos direitos humanos.