O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, sigla em inglês) informou às 18 horas, horário de Brasília, que o furacão Ike perdeu força ao passar do Golfo do México para terra firme, no Texas, passando a ser categorizado não mais como um furacão, mas como uma tempestade tropical. Nesse horário, ele mantinha ventos sustentados de 75 quilômetros por hora. Segundo o governo estadual texano,2,8 milhões de pessoas estavam sem energia elétrica neste sábado por causa da passagem do furacão.

A Entergy Corp., uma das provedoras de energia da região, disse que quase 100% de seus 395 clientes estavam sem eletricidade. “Estamos vendo danos mais extensos do que os causados pelo furacão Rita em 2005”, disse David Caplan, porta-voz da Entergy. Ele estimou que poderá levar mais de três semanas para que o fornecimento seja restabelecido. A CenterPoint Energy, por sua vez, informou que 2,1 milhões de seus clientes, de um total de 2 26 milhões, ficaram sem energia na região de Houston, por causa de danos causados por Ike na rede de transmissão de alta voltagem.

Em Washington, o presidente norte-americano George W. Bush declarou estado de desastre em 29 condados do Texas, disponibilizando recursos federais para a recuperação. Quatro pessoas morreram em conseqüência da tempestade. Na ilha de Galveston, na costa texana, os bombeiros resgataram 27 pessoas que haviam preferido não atender às ordens de retirada obrigatória e ficaram ali quando Ike atingiu o local.

O NHC alerta para os próximos rumos da agora tempestade tropical. “Ike está se movendo para o norte a 30 quilômetros por hora”, disse o informe do instituto. “Uma virada para o nordeste e um aumento na velocidade de avanço são esperados para hoje à noite e amanhã. Na trajetória prevista, o centro de Ike deverá continuar a mover-se no nordeste do Texas e entrar no sudoeste do Arkansas hoje à noite”. As informações são da Dow Jones.