O chileno Bryan Díaz Cáceres, de 17 anos, morreu depois de cair dentro de uma trituradora de gelo do frigorífico da empresa de pesca onde trabalhava.

Segundo parentes da vítima, era a primeira vez que o jovem manejava o equipamento. O procurador da região de Talcahuano, José Orella, confirmou que Cáceres trabalhava sem a presença de um supervisor.

O jovem, no entanto, tinha o aval dos pais para trabalhar na empresa Congelados San Rafael, localizada na região de Bío-Bío.

A imprensa local divulgou que os demais empregados da frigorífica Talcahuano não se deram conta que o jovem estava preso e ligaram o equipamento, causando a morte do rapaz.