O partido de oposição ao governo paquistanês que era liderado por Benazir Bhutto nomeou o ex-porta-voz do parlamento Yousaf Raza Gilani como seu candidato para o próximo primeiro-ministro do Paquistão.

Gilani foi um auxiliar próximo de Bhutto e passou quatro anos na cadeia por alegações de abuso de autoridade durante o segundo mandato de Bhutto nos anos noventa. O porta-voz do partido, Farhatullah Babar, anunciou a nomeação de Gilani como candidato neste sábado (22) durante uma entrevista coletiva à imprensa em Islamabad. As informações são da Dow Jones.