O governo conservador do Canadá anunciou que vai doar US$ 100 milhões em assistência humanitária adicional para campos de refugiados sírios, mas não informou se vai assentar novas levas de imigrantes, o que tem sido alvo de críticas internas.

O Canadá aceitou nos últimos anos 2,5 mil refugiados. Em janeiro, o premiê Stephen Harper anunciou que iria aceitar mais 10 mil em três anos. Em agosto, aumentou a promessa em mais 10 mil em quatro anos.

O ex-primeiro-ministro liberal Jean Chretien chamou de “reação insensível” o anúncio de mais dinheiro para assistência humanitária. “Essa crise tem envergonhado o Canadá aos olhos dos canadenses e de todas a comunidade internacional”, disse, cobrando do governo mais assentamentos para os refugiados. Fonte: Associated Press.