Autoridades sírias encontraram os corpos dos jornalistas Marie Colvin e Remi Ochlik no bairro de Baba Amr em Homs, após os rebeldes se retirarem do local, informou o Ministério das Relações Exteriores da Síria na noite desta quinta-feira à agência France Presse (AFP). Marie Colvin, norte-americana de 56 anos, e Remi Ochlik, repórter fotográfico francês de 28, foram mortos quando o apartamento onde estavam em Homs foi atingido por um foguete em 22 de fevereiro. Mais cedo, ativistas sírios postaram na internet um suposto vídeo do enterro do corpo de Colvin em Baba Amr. A veracidade do vídeo não pôde ser confirmada.

As informações são da Dow Jones.