A Grã-Bretanha anunciou hoje que retirará seus últimos soldados do Iraque depois de o Parlamento do país árabe ter entrado em recesso antes de aprovar um acordo para permitir que as tropas britânicas permaneçam em solo iraquiano além do prazo, que se encerra na sexta-feira. Um eventual acordo permitiria que cerca de cem soldados britânicos ainda presentes no Iraque protegessem plataformas de petróleo e treinassem militares iraquianos no sul do país. Um outro acordo já previa que os demais soldados britânicos deixariam o país de qualquer forma.

Jawwad Syed, porta-voz da Embaixada da Grã-Bretanha em Bagdá, disse que as forças britânicas ficarão no Kuwait até que a questão seja resolvida. Ele qualificou a retirada como temporária e disse estar otimista quanto a um acordo para permitir o retorno dos britânicos ao Iraque. O Parlamento iraquiano iniciou ontem um recesso de um mês sem votar o assunto.