A Grécia realizará eleições para o Parlamento no fim de abril, dois meses mais tarde em relação aos planos originais, afirmou hoje o ministro das Finanças, Evangelos Venizelos.

“O horizonte político do governo está mais claro agora. As eleições acontecerão depois da Páscoa, no fim de abril”, disse o ministro durante uma reunião do conselho político do Partido Socialista (Pasok).

No mês passado, líderes do Pasok e do partido conservador Nova Democracia fecharam um acordo para que as eleições fossem antecipadas para 19 de fevereiro, mas os integrantes do governo provisório vinham se mostrando propensos a buscar mais tempo para que o pleito acontecesse quando a Grécia já tivesse concluído as negociações com seus credores.

Com o adiamento, o governo provisório terá mais tempo para concluir as negociações com os credores privados em relação a um desconto de mais de ? 100 bilhões de euros na dívida grega. O adiamento também deve dar mais tempo para que a Grécia negocie com seus credores internacionais os detalhes finais de um segundo programa de resgate financeiro. As informações são da Dow Jones.