O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, descartou a ideia de convocar novas eleições caso as negociações com credores internacionais acabem sem um acordo.

Em uma entrevista à rede de Star TV, Tsipras disse não ver motivo para convocar um novo escrutínio eleitoral. O primeiro ministro, no entanto, não descartou a ideia de realizar um referendo sobre a situação, acrescentando que está confiante quanto a maratona de negociações.

Tsipras e seu partido, o Syriza, foram eleitos há pouco mais de três meses com a promessa de diminuir a carga de medidas de austeridade impostas ao país por seus credores. Fonte: Associated Press.