O número de mortos do surto do vírus H7N9 de gripe aviária na China subiu para 31, de acordo com dados oficiais, com a morte de mais quatro pessoas nas províncias do leste do país.

O número de pessoas infectadas também aumentou para 129, segundo as estatísticas oficiais, com mais dois casos desde quinta-feira.

Duas das quatro novas mortes ocorreram na província de Jiangsu, as outras baixas aconteceram em Zhejiang e Anhui, segundo dados do Ministério da Saúde da China e da Comissão de Planejamento Familiar anunciados no final de segunda-feira. Não há mais detalhes disponíveis.

O vírus foi registrado pela primeira vez no final de março e a maioria dos casos ficou confinado ao leste da China, e houve apenas um caso registrado fora do continente, em Taiwan.

Especialistas temem a possibilidade de o vírus se transformar em uma forma facilmente transmissível entre humanos, com potencial para provocar uma pandemia. Mas a Organização Mundial de Saúde disse que não há nenhuma evidência de transmissão entre humanos. As informações são da Dow Jones.