Um grupo de ex-rebeldes na Líbia disse quinta-feira que “prendeu” o primeiro-ministro do país, Ali Zeidan, depois que ele foi capturado por homens armados em um hotel de Trípoli durante uma operação na madrugada.

A Célula de Operações de Revolucionários, que em princípio responde aos ministérios da Defesa e do Interior, disse no Facebook que tinham detido Zeidan “por ordem de procuradores”.

O premiê “foi preso sob o código penal líbio… Sob as instruções de procuradores públicos”, disse o grupo. Fonte: Dow Jones Newswires.