Um grupo bipartidário de senadores dos Estados Unidos está pressionando por uma nova rodada de sanções ao Irã, para prejudicar a economia do país e frustrar qualquer ambição nuclear.

A legislação revelada nesta quarta iria, essencialmente, penalizar qualquer instituição financeira ao longo do mundo que ajudar o Irã em moeda que não seja local. Isso bloquearia o acesso de Teerã à reservas externas e limitaria a capacidade do país de fazer acordos em moedas estrangeiras, inclusive em euros.

O grupo de senadores diz que o governo iraniano, incluindo o Banco Central do Irã, tem contas ao longo do mundo com reservas estrangeiras. Frequentemente, o país árabe converte esse dinheiro em moeda local por meio de importações e de outros acordos financeiros. As informações são da Associated Press.