O Estado Islâmico do Iraque e o Levante, grupo ligado à Al-Qaeda, assumiu, neste sábado (04), em um comunicado em uma página na Internet usado por militantes sunitas, a responsabilidade pelo atentado com um carro-bomba na semana passada em um bairro no sul de Beirute, no Líbano, que é dominado por xiitas.

Pelo menos cinco pessoas foram mortas no ataque ocorrido na quinta-feira. A explosão da bomba foi a mais recente em uma onda de ataques que atingiu o Líbano nos últimos meses, à medida que a guerra civil da Síria se espalhou para país vizinho.