O líder opositor venezuelano, Juan Guaidó, se reunirá na manhã desta quinta-feira (28) com embaixadores de países que o reconhecem como presidente interino na sede da delegação da União Europeia em Brasília. Pela tarde, ele se encontrará com o presidente Jair Bolsonaro e com o chanceler Ernesto Araújo.

Guaidó não será recebido com formalidades no Palácio do Planalto. Nesta quarta-feira, 27, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirmou que a visita a Bolsonaro terá caráter pessoal. Guaidó não subirá a rampa presidencial e, ao chegar, se encaminhará diretamente ao gabinete de Bolsonaro. O encontro está marcado para as 14h.

Depois, ainda sem horário definido, Guaidó deverá ser recebido oficialmente pelo chanceler no Palácio do Itamaraty. De acordo com o porta-voz, Bolsonaro designou Araújo para o encontro oficial. Após as agendas com o governo brasileiro, Guaidó concederá uma entrevista à imprensa brasileira.