A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, foi internada ontem no Hospital Presbiteriano de Nova York, depois que seus médicos, durante um exame de rotina, descobriram um coágulo em seu sangue.

O coágulo é decorrente de uma concussão sofrida no último dia 15 e está sendo avaliada por médicos, informou o porta-voz do Departamento de Estado Philippe Reines.

“Durante um exame de acompanhamento realizado hoje [ontem], os médicos da secretária Clinton descobriram que um coágulo se formou em decorrência da concussão ocorrida algumas semanas atrás”, disse o porta-voz, que também afirmou que a secretária está sendo tratada com anticoagulantes e que ficará internada e monitorada pelos médicos pelas próximas 48 horas.

Hillary, de 65 anos, manteve uma agenda muito ativa de viagens ao exterior como chefe da diplomacia americana. Tinha sofrido um desmaio no dia 15 de dezembro por causa de um problema estomacal que lhe causou desidratação e enfraquecimento.

Por causa desses problemas de saúde, Hillary cancelou suas viagens ao exterior e seu pronunciamento anunciado ao Congresso para debater as circunstâncias do ataque terrorista contra o consulado dos EUA em Benghazi (Líbia) do dia 11 de setembro.

Apesar da reeleição do presidente Barack Obama em novembro, Hillary deixou claro que não continuará à frente do Departamento de Estado neste segundo mandato. Também negou várias vezes ter interesse em se candidatar à Presidência do país em 2016.