Os Estados Unidos não esperam que o Irã dê qualquer resposta séria às preocupações sobre seu programa nuclear, até que a Organização das Nações Unidas (ONU) elabore sanções contra o país, disse a secretária americana de Estado, Hillary Clinton.

“Eu acredito que nós não teremos qualquer resposta séria dos iranianos até depois que o Conselho de Segurança tome medidas”, disse Clinton durante uma coletiva de imprensa com o Secretário do Exterior do Reino Unido, William Hague.

Hague defendeu uma “forte continuidade da política britânica” a respeito do Irã sob a nova coalizão de governo entre os conservadores e os liberais democratas, dizendo que a abordagem do novo governo se parece com a abordagem adotada pelo governo anterior dos trabalhistas.

“Eu endosso totalmente tudo o que a secretária Clinton disse sobre isso”, afirmou Hague. “O Reino Unido trabalhará solidamente ao lado dos EUA para assegurar a resolução do Conselho de Segurança sobre a qual nós conversamos”.

Quando questionado sobre o momento em que os dois governos poderão ser forçados a discutir uma ação militar contra o Irã, Hague respondeu: “Nós nunca descartamos o apoio, no futuro, de uma ação militar, mas não estamos pedindo por isso”.

“Nós queremos ver esse assunto resolvido de uma maneira pacífica e rápida que pedimos por sanções, nós apoiamos a ideia de uma resolução do Conselho de Segurança”, completou Hague. O Partido Liberal Democrata britânico sempre se opôs a uma ação militar. As informações são da Dow Jones.