Leonard Shoulders, 33, estava esperando um ônibus em uma calçada no Bronx, em Nova York, quando o chão de concreto rachou e ele caiu em um buraco. Na queda, machucou a cabeça e um dos braços, mas não podia gritar, porque o local estava lotado de ratos e ele tinha medo de um animal entrar em sua boca.

“Ele não conseguia se mexer, e os ratos estavam andando em cima do corpo dele. Ele não gritou, porque não queria que os ratos entrassem em sua boca”, disse ao jornal Daily News o irmão de Shoulders, Greg White. Os bombeiros levaram meia hora para conseguir retirá-lo do buraco, e o americano foi levado para um hospital, onde está internado em estado estável.

O acidente aconteceu no sábado passado (24), mas viralizou neste sábado (31) nas redes sociais.

O buraco tinha cerca de quatro metros de profundidade. O episódio juntou dois pesadelos dos nova-iorquinos –buracos na calçada e a enorme população de ratos da cidade, frequentemente vista no metrô.

Para resolver o problema, autoridades já tentaram envenenar, prender em armadilhas e até afogar os ratos. Segundo cientistas, os ratos ficaram mais agressivos durante a pandemia de Covid-19.