Uma mulher suspeita de ser a responsável pelo envio de dois pacotes-bomba interceptados ontem e que tinham como destino os EUA foi presa, de acordo com uma autoridade do Iêmen que não quis ser identificada porque não possuía autorização para divulgar a informação.

O presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, havia dito anteriormente que os norte-americanos e os Emirados Árabes Unidos forneceram informações suficientes para identificar a mulher como possível responsável pelo envio dos pacotes e que a casa dela estava cercada pelas forças de segurança locais.

Na sexta-feira, autoridades de três continentes conseguiram frustrar atentados que seriam executados com pacotes-bomba transportados por dois aviões cargueiros que partiram do Iêmen tendo como destino os EUA. As informações são da Associated Press.