Fortes ventos previstos para o leste do Arizona a partir de amanhã colocarão à prova os bombeiros que lutam contra o maior incêndio da história do Estado. Os ventos também foram sentidos no Novo México, onde ontem os bombeiros tentavam conter o fogo perto de Ratón e Carlsbad, antes da chegada dos ventos e do calor esperados para amanhã.

Meteorologistas esperam que ventos acima de 40 quilômetros por hora soprarão durante todo o fim de semana, prejudicando o extremo lado leste do Arizona, o setor menos seguro e próximo do povoado de Luna, de 200 mil habitantes, no Novo México. Mais de 4.600 bombeiros trabalham para controlar o foco de incêndio em Wallow, que atinge uma área de 1.940 quilômetros quadrados.

Simultaneamente, outro foco no Bosque Nacional do Arizona, perto da cidade de Sierra Vista, havia atingido pelo menos 40 casas e outras dez estruturas na noite de ontem. Um terceiro foco queimou 745 quilômetros quadrados.

No Novo México, os bombeiros combatiam um incêndio ao redor do Parque Nacional das Cavernas de Carlsbad. No norte do Estado, as autoridades de Ratón levantaram a ordem de evacuação para os moradores dentro dos limites da cidade, mas mantinham a ordem para outros moradores. A estrada interestadual 25, entre Ratón e Trinidad, no Colorado, foi reaberta na madrugada de hoje, quatro dias depois de ter sido fechada por causa do fogo. As informações são da Associated Press.