Um incêndio de altas proporções no sul da Espanha forçou a retirada de ao menos 500 residentes de pelo menos sete cidades na província de Sevilha.

A ministra da justiça regional de Andaluzia, Rosa Aguilar, disse neste sábado que “cerca de 500 pessoas” foram retiradas de suas casas “por precaução”.

Os serviços de emergência disseram que as retiradas ocorreram principalmente durante à noite por causa da fumaça produzida pelo incêndio causado por uma explosão na sexta-feira. Cerca de 120 pessoas receberam abrigo em uma biblioteca pública, centro desportivo e escola.

Mais de 130 bombeiros estão tentado conter as chamas que dizem ter alcançado 20

metros de altura em uma frente que se estende por 20 quilômetros. As autoridades ainda não declararam a quantidade de terra queimada. Fonte: Associated Press