Mais de 100 incêndios florestais atingiram o Estado mais populoso da Austrália nesta sexta-feira, deixando um morto e dezenas de casas destruídas. A dimensão do fogo também levou centenas de pessoas a deixarem suas residências logo no início da temporada de incêndios.

Condições mais brandas estavam ajudando os bombeiros depois que temperaturas excepcionalmente quentes e ventos fortes levaram as chamas a se espalharem nesta quinta-feira na árida paisagem. Os incêndios ameaçaram cidades vizinhas de Sydney.

O porta-voz do serviços de bombeiros do setor rural, Matt Sun, disse que o número de incêndios em Nova Gales do Sul caiu de mais de 100 durante a noite para 89, atingindo 97 mil hectares (375 quilômetros quadrados). Mas 25 continuam fora de controle, disse.

Pelo menos 81 casas foram destruídas e outras 37 danificadas, disse o serviço de bombeiros. O número ainda deve aumentar à medida que equipes de avaliação e a polícia agem mais profundamente adentro da zona de destruição.

Estradas e escolas nas áreas mais atingidas foram fechadas e oficiais estavam em busca de sobreviventes e vítimas em meio aos destroços. O primeiro-ministro Tony Abbott disse que centenas de casas podem ter sido destruídas, mas o número exato ainda era desconhecido.

O serviço de bombeiros disse que um homem de 63 anos de idade teve um ataque cardíaco fatal enquanto ele estava enfrentando um incêndio em sua casa em Lake Munmorah, ao norte de Sydney, na quinta-feira. O homem foi identificado por amigos como Walter Linder. Fonte: Associated Press.