Um avião de passageiros que desapareceu há dois dias foi destruído quando colidiu contra uma montanha, matando as 54 pessoas a bordo, afirmou uma graduada autoridade da Indonésia. Mais de 70 membros das equipes de resgate chegaram ao local apenas na terça-feira, após enfrentarem dificuldades para acessar a área, devido ao terreno difícil e ao mau tempo.

Os registros de voo, inclusive a caixa-preta, foram encontrados em boas condições, disse Henry Bambang Soelistyo, chefe da Agência Nacional de Busca e Pesquisa. Os dados podem ajudar a explicar a causa do acidente. “O avião estava totalmente destruído e todos os corpos estavam queimados e difíceis de identificar”, afirmou Soelistyo à agência Associated Press. Segundo ele, todos os 54 corpos foram recuperados e serão levados a Jayapura, capital da província de Papua.

O voo da Trigana Air Service estava viajando de Jayapura para a cidade de Oksibil, com 49 passageiros e cinco tripulantes, no voo que deveria durar 42 minutos, quando perdeu contato no domingo. Soelistyo disse que os destroços estavam a 2.600 metros. Boa parte de Papua é formada por montanhas e florestas difíceis de penetrar. Alguns dos aviões que caíram no passado na área nunca foram encontrados.

Todos os passageiros eram indonésios, incluindo três integrantes do governo local e dois membros do Parlamento local, que participariam de uma cerimônia. Oksibil, 280 quilômetros ao sul de Jayapura, estava passando por chuva e ventos fortes e havia ainda neblina, quando o avião perdeu o contato, minutos antes da hora prevista para o pouso. Não estava ainda claro o motivo do acidente, mas a comissão de segurança nos transportes do país abriu uma investigação. Fonte: Associated Press.