O ministro da Defesa do Irã, Ahmad Vahidi, abriu hoje uma nova instalação onde serão produzidos mísseis de curto alcance que podem destruir alvos no mar, segundo informações do site da televisão estatal.

Vahidi disse que o míssil Nasr 1 é capaz de “destruir alvos de três toneladas de peso”. “É uma míssil de curto alcance que pode ser disparado da praia e também de diferentes embarcações e no futuro poderá ser disparado de helicópteros e submarinos”, disse Vahidi em Teerã, onde a instalação está localizada.

No mês passado, Vahidi abriu duas fábricas de produção de mísseis, uma para os terra-ar denominados Qaem e outra para a fabricação de mísseis terra-terra conhecidos como Toofan 5 (Storm).

Os programas de espacial e de misses do Irã acenderam o alarme no Ocidente em meio a temores de que tecnologia balística combinada com o conhecimento nuclear adquirido com seu programa civil possa capacitar o país a produzir armas atômicas.

O Irã nega que esteja buscando a fabricação de armas nucleares, mas geralmente se gaba de ter mísseis que podem atingir Israel.

Em dezembro, o país testou o míssil Sejil 2, descrevendo-o como uma visão mais rápida de um míssil de médio alcance que permitiria um ataque a Israel.