O vice-presidente do Irã e responsável pelo programa nuclear do país, Ali Akbar Salehi, informou que o estoque iraniano de urânio enriquecido é agora de 30 quilos, um quinto a mais do que havia sido informado anteriormente.

Salehi informou que o material foi enriquecido a 20%, o que é suficiente para produzir combustível para um reator de pesquisas médicas, mas é bem abaixo do enriquecimento a 90% necessário para a fabricação de uma bomba atômica.

Autoridades norte-americanas se preocupam com a possibilidade de o Irã adquirir a capacidade de enriquecimento necessária para construir armamento nuclear. O Ocidente acusa o Irã de tentar adquirir armas atômicas, acusação negada por Teerã.