O Iraque reiterou nesta quarta-feira a exigência de que tropas turcas se retirem do local aonde estão treinando soldados para combater os militantes do Estado Islâmico (EI), alertando que vai considerar ação militar se os soldados permanecerem.

A disputa teve início no começo de dezembro depois que a Turquia implantou reforços em um campo ao norte da região de Bashiqa, onde Ancara está ajudando a treinar combatentes sunitas e curdos para a batalha contra o EI.

O movimento irritou Bagdá, que considera as novas tropas uma incursão ilegal e demandou sua completa e imediata retirada. A Turquia começou a retirar as tropas, mas alguns permanecem. Fonte: Dow Jones Newswires.